Entenda os “Gêneros Personalizados” implementados pelo Facebook, de forma simplificada



Entenda os “Gêneros Personalizados” implementados pelo Facebook, de forma simplificada

  • Agênero/Neutro — Estes termos são utilizados por pessoas que não se identificam com nenhum gênero - elxs tendem a sentir que não tem gênero algum ou um gênero neutro. Algumas usam cirurgia e/ou hormônios para fazer os seus corpos conformarem com esta neutralidade.
  • Andrógino/Androgyne — Andróginxs têm características de ambos os gêneros masculino e feminino e se identificam como um terceiro gênero. Este termo também é utilizado para identificar pessoas que não aparentam ou seja difícil identificar o sexo pela aparência física.
  • Bigênero — Alguém que seja bigênero se identifica como masculino ou feminino em tempos diferentes. Enquanto um andrógino tem um único gênero misturando masculino e feminino, um bigênero alterna entre os dois.
  • Cis/Cisgênero — Cisgênero é basicamente o oposto de transexual (Cis- sendo o latim para “deste lado” versus trans- ”do outro lado”). Pessoas que se identificam como cisgênero são pessoas cujas qual o gênero está de acordo com o adequado pela sociedade ao seu sexo biológico. Isto é o mesmo que selecionar “Homem” ou “Mulher” no gênero padrão do Facebook.
  • Feminino para Masculino/FTM — Alguém que está transicionando de feminino para masculino, seja fisicamente (transexual) ou em termos de identidade de gênero.
  • Fluido — Como bigêneros, as pessoas de gênero fluido se sentem livres para expressar características masculinas e femininas em tempos diferentes.
  • Não-conforme/Variante — Esta é uma ampla categoria para pessoas que não agem ou comportam-se de acordo com a expectativa social para o seu sexo. Iso inclui cross-dressers e menina-moleque/marias-joão e também transsexuais.
  • Questionando — Esta categoria é para pessoas que ainda estão tentando descobrir onde elxs se encaixam no espectro de sexo e gênero.
  • Genderqueer — Este e um termo “guarda-chuva”, emcompassando todas as identidades de gênero inconformistas. Muitas das outras categorias nesta lista se encaixam na definição de queer.
  • Intersexo — Refere uma pessoa que nasceu com anatomia sexual, órgãos ou cromossomos que não sejam inteiramente masculinos ou femininos. Intersexo substituiu o termo “hermafrodita” para humanos.
  • Masculino para Feminino/MTF — Alguém que está transicionando de masculino para feminino, seja fisicamente (transexual) ou em termos de identidade de gênero.
  • Nenhum (Nem um, nem outro) — Entenda assim: “Eu não sinto que eu seja completamente masculino ou feminino”.
  • Não-binário — Pessoas que se identificam como não-binárias desconsideram a idéia de uma dicotomia de apenas masculino e feminino, ou até um contínuo masculino-feminino com angroginia no meio. Para eles, gênero é um conceito complexo que é melhor exemplificada em um gráfico tridimensional ou uma rede multidimensional.
  • Outro — Como "nenhum," isto é bem auto-explicativo. Pode cobrir tudo desde “Eu prefiro não especificar como eu não me adequo à dicotomia de gênero” para “Meu gênero não é da sua conta, Facebook!”.
  • Pangênero — Similar a androginia, em que a pessoa se identifica como um terceiro gênero com alguma combinação de aspectos ambos masculinos e femininos, mas é um pouco mais fluido. Pode ser usado também como um termo inclusivo para significar “todos os gêneros”.
  • Trans/Transgênero — É uma ampla categoria que emcompassa pessoas que sentem que o seu gênero é diferente do sexo que elas nasceram - disforia de gênero. Eles podem ou não escolher fazer a transição física do seu sexo de nascimento para o seu gênero experimentado.
  • Transexual — Transexual refere a pessoas trangêneras que identificam exteriormente como o seu gênero em vez do seu sexo de nascimento. Muitxs, mas não todxs, transexuais estão em processo de transição (ou já completaram) de MTF ou FTM através de terapia hormonal e/ou cirurgia de mudança de sexo;
  • Dois-espíritos — Este termo refere a índios nativo americanos de uma variante de gênero. Em mais de 150 tribos Nativo Americanas, pessoas com “dois espíritos” - um termo cunhado nos anos 90 para substituir o termo “berdache” -  eram parte de uma categoria de homens e mulheres de gênero ambíguo amplamente aceitos e geralmente respeitados.



0 comentários:

Postar um comentário

-->