A homossexualidade na Rússia não é proibida, diz Putin

O presidente russo disse que em certos estados dos EUA as relações homossexuais são castigadas

O presidente russo, Vladimir Putin

 Vladimir Putin: líder russo, que é criticado no Ocidente por  lei contra a propaganda homossexual, insistiu que "temos nossas tradições, nossa cultura, falando da Rússia

 

Moscou - O presidente russo, Vladimir Putin, afirmou nesta quinta-feira que na Rússia, ao contrário de outros países, não são proibidas as relações homossexuais e "ninguém é perseguido" por essa prática, mas disse que a propaganda entre os menores de idade é proibida.


"Nós não proibimos nada e não caçamos ninguém, na Rússia não há nenhuma responsabilidade (penal) por essas relações, ao contrário de outros países no mundo", assinalou Putin, durante um encontro com voluntários que trabalharão nos Jogos Olímpicos de Sochi em fevereiro.
O presidente russo disse, inclusive, que em certos estados dos EUA as relações homossexuais são castigadas.
"Por isso, podemos nos sentir tranquilos, relaxados, mas, por favor, deixem as crianças em paz", disse o presidente em Krasnaya Poliana, a estação de esqui junto a Sochi onde ocorrerão os Jogos de Inverno, segundo a agência "Itar-Tass".
Putin respondia à pergunta de uma jovem voluntária sobre por que, se na Rússia há uma lei que proíbe a propaganda homossexual, o uniforme destes inclui uma gama de cores em arco-íris.
Após afirmar que ele não desenhou o uniforme dos voluntários, Putin insistiu que "em nosso país não se proíbem as formas não tradicionais de relações sexuais entre as pessoas. Se proíbe a propaganda do homossexualismo e da pedofilia. Quero ressaltar isto. São coisas totalmente distintas".
O líder russo, que é criticado no Ocidente por esta lei contra a propaganda homossexual, insistiu que "temos nossas tradições, nossa cultura. Nos dirigimos com afeto a nossos queridos parceiros e pedimos que também tratem com afeto nossas tradições e nossa cultura".
A questão da homossexualidade se transformou em um dos aspectos polêmicos em relação com os Jogos de Sochi, depois que os países ocidentais tenham criticado as políticas supostamente homófobicas do Kremlin.

 

0 comentários:

Postar um comentário

-->