[Especial] Os distritos de Seul

Bem pessoal, como é do desejo de muitos fãs do Kpop conhecer algum dia a Coreia do Sul (e até a do Norte, porque não) e em especial, cidades como Seul, Busan, e muitas outras, decidimos trazer pra cá informações sobre o país e as cidades. De primeira, estaremos falando sobre Seul, mais precisamente sobre os distritos (bairros) da capital coreana.
Para realizar as coisas corretamente, o material reproduzido aqui tem como fonte a página da Korea Tourism Organization, um órgão do governo coreano dedicado ao turismo do país asiático, e da página da própria cidade na internet, assim como da página da mesma no facebook. Todo material aqui reproduzido (traduções, adaptações e montagens) tem seu uso liberado de acordo com a licença Creative Commons.
A cidade de Seul é dividida em 25 distritos, e esses, divididos em um número distinto de unidades administrativas. Para ajudar na identificação de cada parte da cidade, iniciaremos essa série de post com informações interessantes sobre cada uma dessas áreas, como população, sistema de transporte, pontos turísticos e locais de possível interesse.

#1 Dobong

@bebouchard - CC BY-NC 2.0
@bebouchard – CC BY-NC 2.0
O distrito de Dobong fica no extremo norte de Seul, e é um dos bairros fronteiriços da cidade. Nessa localidade vivem aproximadamente 340 mil pessoas. É um distrito que possui uma beleza natural forte (área verde, livre de intervenções), entre elas o monte Dobongsan, que fica na poção nordeste do Parque Nacional Bukhansan. Nessa localidade também há muitos picos e diversos vales, assim também como muitos templos nas montanhas da região.
@Paul in Uijeongbu - CC BY-NC-ND 2.0
@Paul in Uijeongbu – CC BY-NC-ND 2.0
 Nesse bairro pode ser encontrada também a única sala de leitura/aula confuciana de Seul, local que é ponto de encontro de muitos seguidores do Confucionismo. Nas áreas dos templos ocorrem a presença de alguns túmulos ilustres, como o de Yeonsangun (1476-1506), que foi o décimo rei da dinastia Joseon (ele reinou por 12 anos) e da sua rainha Shin Geochanggun. Uma curiosidade é que nessa área reside a árvore de Ginkgo mais antiga da Coreia, com idade estimada entre 800 e 1000 anos.
@bebouchard CC BY-NC 2.0
@bebouchard CC BY-NC 2.0
Segundo a agência de turismo da capital coreana, o distrito de Dobong não é uma área muito visitada por turistas, logo uma visita a essa parte da cidade pode propiciar ao viajante respirar um ar “mais coreano”. Também é uma área para dar uma relaxada e tirar belas fotos, muitos fotógrafos profissionais e amadores aparecem nessa parte da cidade para fotografar. O acesso a esse distrito se dá (além de linhas de ônibus) pelo metrô, com as linhas 4 e 7.

#2 Dongdaemun

Paul in Uijeongbu - CC BY-NC-ND 2.0
@Paul in Uijeongbu – CC BY-NC-ND 2.0
Dongdaemun fica na parte oriental da cidade, bem no centro. Nessa área se encontram vários laboratórios de pesquisa científica diversas e oito universidades, sendo considerada como um dos alicerces para o crescimento intelectual da Coreia. Aqui vivem cerca de 360 mil pessoas (incluindo vários estudantes nas casas de estudantes das universidades).
@sellyourseoul - CC BY 2.0
@sellyourseoul – CC BY 2.0
Essa área possui diversas atrações para os turistas, como o maior mercado de ervas medicinais da Coreia (representado pela foto abaixo), que recebe milhares de visitantes o ano todo em busca das especiarias ali vendidas , o Museu da Medicina Oriental (mostrado na foto acima), um local onde se aprende mais sobre as técnicas medicinais orientais e tem até uma sala de teste (pesquisando encontrei imagens de muitos turistas em consultas de algo semelhante a acupuntura).
@sellyourseoul - CC BY 2.0
@sellyourseoul – CC BY 2.0
Estando em Seul, para chegar em Dongdaemun é só pegar o metrô (ou o velho e bom ônibus), linhas 1 ou 2.
Bem, por enquanto é só…mas ainda faltam 23 distritos!! A segunda parte desse especial virá em breve, com mais três distritos mostrados aqui. Agradecemos aos fotógrafos/turistas, profissionais e amadores, que disponibilizaram as fotos em Creative Commons (com excelente resolução) para serem utilizadas nesse post. O post é muito simples, pois apesar de uma gama de informações estarem disponíveis, reproduzir todas elas aqui tornaria o post um muro de palavras imenso.

0 comentários:

Postar um comentário

-->