Félix não é filho de César e Márcia pode ser mãe do vilão

Amor à Vida/ TV Globo
Guardado a sete chaves por Walcyr Carrasco, a origem de Félix (Mateus Solano) é bem mais misteriosa do que a de Paloma (Paolla Oliveira), em “Amor à vida”. Se o autor não mudar os rumos da trama, o vilão, que bate no peito por acreditar ser herdeiro legítimo da família Khoury, na verdade, não é filho de César (Antonio Fagundes), nem de Pilar (Susana Vieira).
De acordo com o blog Telinha do jornal Extra, Walcyr começa a deixar pistas já na sinopse, quando escreve que o nascimento de Félix “também envolve um segredo”. Mais adiante, ao mencioná-lo novamente, o autor enfatiza: “ele, o filho legítimo, segundo pensa...”
Nos próximos capítulos, várias cenas confirmam a história. Durante discussão entre Pilar e César, após descoberta de que Félix é gay, o médico dirá à mulher: “O que você quer, Pilar? Acaso veio defender o florzinha que me entregou como filho?”. O dono do San Magno, em outra briga com Pilar, solta: “Olha só o filho que você me arrumou”.
O curioso é que Márcia (Elizabeth Savala) está envolvida nesse segredo, dando a entender que pode ser a mãe de Félix. Em uma cena, a ex-chacrete esbarra em Pilar num shopping, e a loura a reconhece “Meu Deus! Você é...”, diz, assustada. “Minha senhora, é melhor a gente nem lembrar uma da outra. Eu sou eu, você é você e somos desconhecidas”, afirma Márcia. “É melhor sim. Se você é mesmo quem estou pensando, melhor não lembrar. Vamos esquecer esse esbarrão”, concorda Pilar.
Em outra sequência, Márcia encontra César no hospital e eles também se reconhecem. A ex-chacrete quer perguntar algo ao médico, que a corta: “É melhor não fazer pergunta nenhuma, se é o que estou pensando, não vou responder.” Márcia insiste. “É que o senhor sabe, a gente não é de ferro e eu muitas vezes penso no que...”, diz a ex-dançarina, que é interrompida por César. “Minha senhora, quando a gente toma uma decisão no passado, não deve olhar pra trás. Eu sinto muito”.

0 comentários:

Postar um comentário

-->