'Não tenho nenhum receio', diz Britto sobre Barbosa na presidência do STF

Ex-presidente atuou como moderador em embates de Barbosa com colegas.
Segundo ele, Barbosa 'está à altura dos mais graves' desafios do Judiciário.

 

O ex-ministro do STF Ayres Britto, ao lado de outros ex-integrantes da corte na posse de Joaquim Barbosa (Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF) Ayres Britto ao lado de outros ex-ministros na posse de Joaquim Barbosa (Foto: Fellipe Sampaio/SCO/STF)
O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal Carlos Ayres Britto afirmou nesta quinta (22) não ter "nenhum receio" de que a posse de Joaquim Barbosa na presidência do tribunal provoque "pane" ou "impasse processual".
Britto se aposentou compulsoriamente na semana passada, ao completar 70 anos, e Barbosa vai sucedê-lo. Na presidência do tribunal, Britto atuou várias vezes como moderador das divergências entre Barbosa e outros ministros.
“Ele tem todas as qualidades subjetivas para tocar muito bem esse barco com a segurança do mais experimentado timoneiro. Não tenho nenhum receio de pane ou impasse processual na condução dessa ou daquela causa”, declarou o ex-presidente ao ser indagado sobre o temperamento do sucessor.
Para Britto, a posse de Barbosa na presidência “é um dia de glória para o país”. Segundo ele, o ex-colega de tribunal “está à altura dos maiores, mais graves e importantes” desafios do Judiciário.
Ao final da cerimônia da posse, Ayres Britto afirmou que sentiu uma sensação “boa” ao ingressar no plenário como ex-magistrado. Ele disse não ter “saudosismo” nem “melancolia”.
“Foi uma sensação boa [entrar no plenário novamente], de quem conhece o ambiente, de quem tem familiaridade com ele. Fui muito feliz aqui”, disse.

Entusiasmado com a posse do colega e amigo Joaquim Barbosa, Ayres Britto chegou a recitar um de seus poemas a jornalistas. Publicado em um dos cinco livros de poesia do magistrado aposentado, o poema se chama “Princípios”.
“Não tenho metas ou objetivos a alcançar; tenho princípios; e, na companhia deles, não me pergunte aonde vou chegar”, recitou.
O ex-presidente relatou que, em sua primeira semana de aposentadoria, se dedicou a compromissos acadêmicos. Ele contou que viajou por três diferentes estados nos últimos três dias para proferir conferências jurídicas. Britto disse já ter 16 conferências agendadas para o próximo ano.
 
Ellen GracieEx-presidente do Supremo, a ministra aposentada Ellen Gracie também enalteceu a ascensão de Joaquim Barbosa ao mais alto posto do Judiciário. Segundo ela, que participou da cerimônia ao lado de outros nove ex-ministros do STF, a posse do relator do mensalão na presidência do tribunal “significa muito” para o Judiciário e para os brasileiros.
“Um povo que se reconhece na sua diversidade, que se enxerga nas posições de poder, tendo uma mulher na Presidência da República e um negro na presidência do Supremo. Isso para todos nós é uma demonstração de crescimento como nação. Creio que cada brasileiro tem hoje motivos de grande satisfação”, ressaltou.
Para Ellen Gracie, o ex-colega é um “erudito”. “Tem uma cultura extraordinária. Domina vários idiomas, é recebido em universidades pelo mundo afora como conferencista. Ele tem uma característica de grande trabalhador, que trará, sem dúvida nenhuma, para a presidência do Supremo”, observou a ex-ministra.

 

0 comentários:

Postar um comentário

-->