Não é apenas nosso poder econômico que cresce, não. O número de igrejas inclusivas – ou gay-friendly – aumentou bastante. Reportagem da BBC Brasil revela que há ao menos dez congregações com mais de 40 missões e delegações espalhadas pelo país.
Elas somam mais de 10 mil fiéis (eram apenas 500 há dez anos), em sua maioria homens (70%). Segundo a pesquisadora Fátima Weiss, da Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC), que mapeia o setor desde 2008, havia apenas uma única igreja inclusiva com sede fixa no Brasil dez anos atrás.
“Com um discurso que prega a tolerância, essas igrejas permitem a manifestação da fé na tradição cristã independente da orientação sexual”, disse Weiss à BBC Brasil.

0 comentários:

Postar um comentário

-->