Escolas católicas são investigadas por homofobia na Grã-Bretanha

O governo britânico vai começar investigação para apurar denúncia do site “Pink News”. De acordo com o site, o Serviço de Educação Católica do país pediu que mais de 300 colégios ingleses e galeses assinassem uma petição para que o casamento gay não entre na pauta do Parlamento britânico.
O site relatou, por exemplo, que em uma escola católica de Londres, St. Filomena, alunos a partir de 11 anos foram “incentivados” a assinar o compromisso de anti-igualdade pela diretora.
“As administrações dessas escolas precisam ser responsabilizados por defender preconceitos e trazer a política para os corredores da escola”, disse à reportagem Conor Marron da Coligação para a Igualdade de Casamento.
A escola e o Serviço de Educação Católica estão ameaçados de sofrerem uma ação legal da Associação Humanista Britânica, que acredita que tais ações podem ter violado a seção 149 da Lei de Igualdade, que proíbe a discriminação em razão da orientação sexual, além de outras que proíbem a promoção “de opiniões políticas partidárias no ensino de qualquer assunto na escola.”

0 comentários:

Postar um comentário

-->