Dupla gay arranca o hip hop do armário

Gêneros pouco afeitos a gays, o rap e o hip hop começam a ganhar letras e rimas feitas pelos LGBT. A dupla House of LaDosha, radicada em Nova York, é uma delas.
Em entrevista ao jornal “O Estado de S.Paulo”, Antonio Blair (sentado, na foto acima), que compõe o duo junto a Adam Radakovich, afirmou que sexo e atitude sempre terão espaço.
“Sexo vende, e se você não tem atitude para segurar a onda e as rimas, as pessoas não botam fé. Eu falo umas coisas bem picantes, mas de uma forma dominadora. Não uso voz de criança. Não estou dizendo ‘venha pra cama comigo’. Sou incisivo.”
Além da música, outro foco da dupla é a moda. “Eu me mudei para Nova York para ser designer de moda. Eu rimo porque sei rimar, mas a minha verdadeira meta é ser designer. Por isso a moda é uma parte tão importante do que a gente faz. Porque a gente vive e come moda. O rap aconteceu porque recebemos propostas e não paramos desde então.”
Quer conhecer um pouco das rimas e letras abusadas da dupla. Entre na página do House of LaDosha e se jogue.

0 comentários:

Postar um comentário

-->