Pais culpam escola por suicídio de garoto que sofria homofobia

Os pais de um garoto que se suicidou após sofrer bullying homofóbico no colégio afirmaram que já haviam pedido a transferência do menino. Segundo o site Folha Vitória, a mãe, Joselia Ferreira de Jesus, pediu o remanejamento dos três filhos, mas o colégio disponibilizou três escolas diferentes para as crianças, o que ela não aceitou.
Rolliver de Jesus se enforcou com um cinto da mãe na sexta-feira 17, em Vitória (ES), após ter sido mais uma vez alvo de chacotas, sendo empurrado e humilhado na escola. “Eles o chamaram de gay, bicha, gordinho… Às vezes ele ia embora chorando”, contou um colega.
O menino deixou uma carta de despedida dizendo que não entendia porque sofria tantas humilhações. Segundo a reportagem, outros alunos sofrem com bullying na escola, enquanto providências não estão sendo tomadas.

0 comentários:

Postar um comentário

-->