Diego Possadas desembarca em Brasília neste finde


Carioca, loiro, olhos claros. Pela descrição, se você não visse a foto, poderia achar estranho. Mas o boy que se encaixa em todos esses esteriótipos ainda é modelo, ator, Mister Diversidade Rio de Janeiro e atende pelo nome de Diego Possadas.
Não bastasse a gostosura, o rapaz está solteiro e desembarca em Brasília neste fim de semana para ser VIP host da festa Dsire, na Victoria Haus. A balada ainda terá super show de Amannda e os DJs Tannuri (RJ), Tiago Vibe e Costta (DF) na pista principal.
Sobre o bonitão
Além da agenda de compromissos referentes ao título de Mister, o carioca tem uma rotina corrida com trabalhos como modelo, ator e eventos pelo canal Multishow. O loiro participou da segunda edição do programa “Minha Praia”, exibido em 2011.
Diego é agora o único integrante do reality “Minha Praia” com contrato com o Multishow. O programa rendeu ao belo também um episódio em outra atração do canal, o “Presença VIP”, que mostra 15 minutos da vida de pessoas que ficaram famosas de forma repentina.
No cinema, o boy vai aparecer no longa “Os Penetras”, uma das promessas da Globo Filmes para 2012 e que tem Marcelo Adnet e Eduardo Sterblitch (Pânico na TV) como protagonistas.
A rotina ficou incompatível com a faculdade de Medicina, que segue tracada. Diego se prepara agora para uma temporada de três meses na Europa e Nova Zelândia, onde irá trabalhar como modelo.
O corpo trabalhado pode ser visto diariamente no Instagram. Possadas atualizada várias vezes ao dia seu perfil (@dipossadas) com fotos ótimas. “Pra ser sincero, não gosto de fotos tiradas por mim. Me acho feio nelas”, explica. A gente finge que concorda e espera até sábado para ver de perto, né!?

Namorado defende Ariadna em vídeo no YouTube

Gabrielle Benedetti, namorado da ex-BBB Ariadna, não gostou das piadas feitas pelo programa “Pânico na TV”, da RedeTV! e resolveu gravar um vídeo para defendê-la. Lindo, não?
“Esse mundo já tem muito preconceito e acho que abrir mais as portas do preconceito, isso muita gente não precisa”, diz o bonitão.
E ele esclarece: “Não sou gay, mesmo que eu fosse não teria nenhum problema. Alguns dos meus amigos são gays e apoio todo mundo que é gay”. Assista ao vídeo:

Pais culpam escola por suicídio de garoto que sofria homofobia

Os pais de um garoto que se suicidou após sofrer bullying homofóbico no colégio afirmaram que já haviam pedido a transferência do menino. Segundo o site Folha Vitória, a mãe, Joselia Ferreira de Jesus, pediu o remanejamento dos três filhos, mas o colégio disponibilizou três escolas diferentes para as crianças, o que ela não aceitou.
Rolliver de Jesus se enforcou com um cinto da mãe na sexta-feira 17, em Vitória (ES), após ter sido mais uma vez alvo de chacotas, sendo empurrado e humilhado na escola. “Eles o chamaram de gay, bicha, gordinho… Às vezes ele ia embora chorando”, contou um colega.
O menino deixou uma carta de despedida dizendo que não entendia porque sofria tantas humilhações. Segundo a reportagem, outros alunos sofrem com bullying na escola, enquanto providências não estão sendo tomadas.

Direitos retrocesso Deputado evangélico quer legalizar 'cura' de gays

O deputado João Campos (PSDB-GO), líder da Frente Parlamentar Evangélica, propôs um projeto que merece ser execrado. Na contramão dos direitos LGBT conquistados em boa parte do hemisfério ocidental, ele pretende legalizar o trabalho de psicólogos que se propõem a “curar” homossexuais.
Para isso, será necessário sustar dois artigos instituídos em 1999 pelo Conselho Federal de Psicologia que proíbem esses profissionais de emitir opiniões públicas ou tratar a homossexualidade como um transtorno.
O próprio presidente do Conselho Federal de Psicologia, Humberto Verona, é contra. Para ele, é o preconceito que leva um gay a procurar tratamento. “(Ninguém diz) ‘cansei de ser hétero, vim aqui me transformar’”, afirma Verona, segundo informações da “Folha de S. Paulo”
-->