#Marvel derrota criador do Motoqueiro Fantasma na justiça


O criador do personagem de quadrinhos Motoqueiro Fantasma, Gary Friedrich, não conseguiu vencer o processo que movia contra a Marvel, acusando-a de adaptar a história para o cinema e não pagá-lo pelos direitos autorais. A juíza federal de Nova York Katherine Forrest decretou que os direitos são, na verdade, da Marvel.
Friedrich trabalhava como freelancer para a empresa em 1971, criando novas histórias e conceitos. Na época, assinou um contrato em que cedia os direitos de seus trabalhos em troca de pagamento. Em 1978, um novo contrato foi assassinado, mais específico, em que ele concordava em ceder “para sempre os direitos de qualquer natureza de trabalho à Marvel”.
Dessa forma, o lançamento do segundo filme, “Motoqueiro Fantasma 2: O Espírito de Vingança”, marcado para o dia 17 de fevereiro, está livre de problemas judiciais, embora Friedrich ainda possa recorrer. Mas a decisão da juíza protege a Marvel, a Columbia Pictures, a Relatity Media e tantas outras empresas que o autor processava para receber uma parte do lucro que todos, menos ele, tiveram com seu personagem.

0 comentários:

Postar um comentário

-->