VMA 2011: o quase beijo de Britney e Lady Gaga, a gravidez da Beyoncé e os vencedores da noite!


Lembra do VMA cheio de apresentações de rap, hip hop e performances sem graça? A edição de 2011 da maior premiação ao videoclipe e à música pop não foi nada disso. E o quase beijo da GaGa com a Britney é só um exemplo do que o velho e bom Video Music Awards consegue fazer acontecer.
Tudo começou com GaGa de Jo Calderone fazendo um discurso e eu pensei: “De novo, lá vamos nós…”. Mas ela estava disposta a mostrar um pouco mais. E tudo muda quando ela diz: “Eu sou o teatro”, começa a cantar “You and I” e sobe ao palco o guitarrista do Queen (sim, do sensacional Queen!) Brian May. O cara arrasou! Aliás, os caras arrasaram. Demais. Ponto.
Aí a cantora volta para apresentar o prêmio à Britney depois de uma homenagem bonitinha com crianças dançando os sucessos da Princesa do Pop e as duas quase se beijam. Pronto, o público foi abaixo.
E eu du-vi-do que alguém não tenha aberto a boca em casa e dito: “aaaaaah…”. Veja o vídeo aqui. Mas nada aconteceu, até porque Brit já tinha feito isso com Madonna e, né, gente…

Quem também roubou a cena foi Beyoncé. E essa imagem mostra os dois momentos que fizeram com que todos os holofotes se virassem a ela: a “ostentação” orgulhosa da barriga de grávida e a performance de “Love on Top”.
Queen B, dançarinas, roupa comportada e uma voz de invejar. E tudo no “gogó”, sabe? Foi assim incrível. Se você não viu a apresentação, dá uma olhada aqui. Eu não consigo parar de ver. Simples assim.
Teve muito mais coisa legal!
Todo mundo queria ver o grande nome da música hoje: a senhorita Adele. Ela cantou “Someone Like You”, visivelmente desconfortável, talvez um pouco tímida. Mas nada disso impediu que todo o Nokia Theater, onde estava acontecendo o VMA, ficasse em pé para aplaudi-la. E tudo supermerecido.
Outro ponto bem bacana foram os minishows da britânica Jessie J. Ela cantava nas saídas e entradas dos intervalos músicas famosas como “Girls Just Wanna Have Fun” da Cindy Lauper, “No Scrubs” do TLC e “Firework” da Katy Perry.
Já a tão comentada homenagem à Amy Winehouse, feita por Bruno Mars, cumpriu o papel. Mas podia ter sido beeem melhor. A começar pelo cantor. Mars é ótimo, mas por que não Janelle Monáe ou mesmo a Adele, que estava ali sentadinha? E por que “Valerie”, que nem é uma música de Amy Winehouse? O “Back To Black” estava ali todinho dando sopa.
O VMA esse ano teve uma cara de EMA, saca? A premiação da MTV na Europa. Sai o rap e hip hop e entra o pop europeu, o pop americano e o rock, representados aqui pela ótima performance do “Young the Giant” e o prêmio do Foo Fighters. E ainda teve Kanye com Jay-Z cantando “Otis”, a cerejinha do bolo desse VMA ótimo.
Os grandes ganhadores…
Katy Perry foi a grande ganhadora da noite com três prêmios, incluindo “Clipe do Ano” por “Firework. Adele ganhou quatro, mas todos técnicos. Lady GaGa levou dois astronautas, por “Clipe com Mensagem” e “Clipe Feminino”. Já a categoria de “Melhor Clipe Pop” ficou com a Britney Spears.
Confira a lista dos ganhadores dos principais prêmios depois do pulo!

Clipe do ano
Katy Perry – “Firework”
Melhor clipe feminino
Lady Gaga – “Born This Way”
Melhor clipe masculino
Justin Bieber – “U Smile”
Melhor clipe de hip hop
Nicki Minaj – “Super Bass”
Artista revelação
Tyler, The Creator – “Yonkers”
Melhor clipe de pop
Britney Spears – “Till The World Ends”
Melhor clipe de rock
Foo Fighters – “Walk”
Melhor colaboração
Katy Perry feat. Kanye West – “E.T.”
Melhor direção de arte
Adele – “Rolling In The Deep”
Melhor coreografia
Beyonce – “Run The World (Girls)”
Melhor fotografia
Adele – “Rolling In The Deep”
Melhor edição
Adele – “Rolling In The Deep”
Melhores efeitos especiais
Katy Perry feat. Kanye West – “E.T.”
Melhor vídeo com mensagem
Lady Gaga – “Born This Way”

0 comentários:

Postar um comentário

-->