#Juiz que cancelou união #gay é #pastor


Um juiz deveria ter como base o direito para tomar suas decisões, não é? E o que dizer de um homofóbico que justifica suas ações com base na crença religiosa dele?
O juiz Jeronymo Pedro Villas Boas, que atua em Goiânia e cancelou uma união estável homossexual nesta semana, assumiu ser pastor da Assembleia de Deus e disse ter agido sob inspiração divina.
A afirmação foi dada em encontro do juiz com deputados evangélicos em Brasilia, que parabenizaram o magistrado pela atitude de vetar a união gay, já decidida como legal no Brasil desde 5 de maio pelo Supremo Tribunal Federal.
Demostrando orgulho do que fez, Villas Boas declarou: “Deus me incomodou. Deus como que me impingiu a decidir”. Pela atitude, o juiz pode ser punido por insubordinação. Que ele saiba a diferença entre o púlpito de uma igreja e a toga de um juiz!

http://paroutudo.com/2011/06/22/juiz-que-invalidou-uniao-homossexual-em-goias-e-pastor/

0 comentários:

Postar um comentário

-->