#Zuckerberg chama de fraude ação de homem que diz ter 50% do #Facebook

Em ação anterior, Paul Ceglia alegava ter 84% de participação no site.
Fundador da rede social pediu a um tribunal para encerrar o processo.


Web designer Paul Ceglia diz ser dono do Facebook (Foto: Reprodução) 
 
Web designer Paul Ceglia diz ser dono
do Facebook (Foto: Reprodução)
Definindo o caso como “fraude absurda e ultrajante”, o fundador do Facebook, Mark Zuckerberg, pediu a um tribunal dos Estados Unidos para encerrar o processo aberto por Paul Ceglia que alega ser proprietário de 50% da rede social.
Em petição apresentada na quinta-feira (26), o Facebook e Zuckerberg afirmaram que o processo de Ceglia se baseia em “um contrato forjado e com provas falsas”. Também definiram Ceglia como “um trapaceiro inveterado cujos delitos se estendem a diversos países por décadas”.
Ceglia, vendedor de madeira de Nova York, alega que em 2003 assinou um contrato que lhe conferia 50% da participação de Zuckerberg naquilo que viria a se tornar o Facebook.
Primeira ação alegava 84%
Ceglia abriu um processo em julho de 2010 alegando que tinha um contrato com Zuckerberg que lhe conferia participação de 84% do Facebook. Depois de sofrer um revés em uma questão de jurisdição, Ceglia substitui seu advogado pelo grande escritório internacional DLA Piper.
saiba mais
A queixa reformulada cita o que Ceglia descreve como e-mails trocados com Zuckerberg. Em uma das mensagens, Zuckerberg parece estar resistindo a uma cláusula que conferiria a Ceglia participação superior a 80%. “Gostaria de sugerir que a penalidade seja excluída de todo e que voltemos a uma divisão de propriedade 50/50”, Zuckerberg teria escrito em 2 de fevereiro de 2004.
Em resposta, o Facebook e Zuckerberg questionam por que Ceglia esperou sete anos para abrir o processo, afirmando que ele ficou “totalmente silencioso” enquanto o Facebook “cresceu e se tornou uma das companhias mais conhecidas do mundo”.
O Facebook é uma empresa de capital fechado, mas analistas dizem que seu valor pode atingir os US$ 70 bilhões. Em março, a revista Forbes estimou o patrimônio líquido de Zuckerberg em US$ 13,5 bilhões. Christopher Hall, o advogado que representa Ceglia, preferiu não comentar o assunto.

 

0 comentários:

Postar um comentário

-->