Fã de Paul pede empréstimo e vira noite no trabalho por ingresso

Uma das fãs mais emocionadas em ter visto Paul McCartney na tarde deste domingo (22) foi a paulistana Maysa Carvalho Valaska, 31 anos. Chorando, ela contou que viu e fotografou o ídolo de pertinho durante a saída dele do hotel Copacabana Palace, no Rio de Janeiro. Antes de ficar a postos na porta da frente do local onde o ex-Beatle está hospedado, a bacharel em direito ficou desconfiada e preferiu permanecer por uns instantes em uma saída alternativa. E foi lá que ela contou a sua história.
A vinda da paulistana ao Rio de Janeiro para os dois shows de Paul, que acontecem neste domingo (22) - que será transmitido pelo Terra em HD - e na segunda-feira (23), não foi nada fácil. Assim que saíram as datas das apresentações do músico, ela comprou uma passagem de avião. Maysa não tinha cartão de crédito, mas para adquirir os igressos, solicitou um prontamente em seu banco.
"Eu não tenho computador em casa. Ia comprar, mas preferi o show do Paul", relata. "Na segunda em que começou a pré-venda, virei a noite no escritório olhando o site. Tentei comprar a pista prime para domingo até às 3h. Não consegui e acabei ficando com a pista normal nesse dia", contou ela, que é fã de McCartney desde os 12 anos.
Assim que foram abertas as vendas para a segunda apresentação, Maysa repetiu o seu ritual e passou a noite no escritório onde trabalha. "Pedi aumento do limite do cartão de crédito e não rolou, mas consegui comprar. Era 0h05 quando completou a venda. Fiz e refiz as contas, e com meu dinheiro mais o limite, sobrou apenas R$1".
Para registrar a passagem do ídolo pela capital carioca, ela foi além: fez um empréstimo no banco para conseguir uma máquina fotográfica. Entre todos os gastos que teve, Maysa, que já tinha assistido à apresentação da turnê Up and Coming em São Paulo, consumiu quase o valor de um salário: R$ 2 mil.
Ao falar do ídolo, ela não contém as lágrimas. "Eu gosto muito dele, muito mesmo. Não é qualquer pessoa. Ele era bom marido, bom pai, bom artista e faz filantropia. O cara é um gênio", afirmou muito emocionada, enquanto mostrava a foto de Paul na qual sonha em conseguir um autógrafo. "Sou doente por ele. Tem 15 dias que não como direito, não durmo direito de tanta ansiedade."

0 comentários:

Postar um comentário

-->