Antivírus falso para #Mac evolui e dispensa uso de senha por vítima

‘Mac Guard’ é uma variação menos poderosa do Mac #Defender.
Programa de instalação é executado automaticamente.


Software antivírus para Mac detecta pragas que não existem para assustar o usuário (Foto: Reprodução) 
Software antivírus para Mac detecta pragas que não
existem para assustar usuário (Foto: Reprodução)
Novas versões do antivírus falso para Mac OS X não solicitam ao usuário o preenchimento da senha de administração do computador para completar sua instalação, segundo a fabricante de antivírus Sophos. Eles conseguem isso graças ao uso exclusivo de pastas nas quais o usuário já tem permissões de escrita – uma técnica idêntica à utilizada por vírus de Windows para evitar avisos do Controle de Contas de Usuário (UAC).
Exatamente como no Windows, a praga tem menos capacidade para danos sem os direitos administrativos. No entanto, devido à simplicidade dos vírus para Mac em existência, a instalação com direitos limitados não mudou em nada as atividades do código malicioso.
Usuários de Mac OS X, que por muito tempo ficaram livres de pragas virtuais, estão sendo atacados por antivírus falsos que exibem alertas na tela afirmando que o computador estaria infectado. Para resolver o problema, o “antivírus” recomenda que o usuário compre o produto de segurança. A praga é disseminada por programadores de vírus que envenenam resultados de pesquisas populares, principalmente de imagens, em mecanismos de busca.
Embora a Apple tenha inicialmente negado suporte aos usuários infectados, a empresa publicou um artigo em sua base de conhecimento explicando como remover o vírus e ainda prometeu uma atualização que “ajudará a proteger os usuários”.

0 comentários:

Postar um comentário

-->